“Òrun Àiyé: a Criação do Mundo” na sessão especial do cinema negro no Cineclube Fruto do Mato

jul 11, 2017
admin

4-A

Conversar sobre as questões de gênero, raça, intolerância religiosa e tradição oral é o objetivo da próxima sessão do Cineclube Fruto do Mato, que será realizada nesta terça-feira, 11, no Teatro de Arena, centro da cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina. Serão exibidos dois filmes de curta-metragem: “ÒRUN ÀIYÉ”, um stop-motion que trata do mito da criação a partir do universo dos orixás, das diretoras baianas Jamile Coelho e Cintia Maria, e “Cinzas”, da também baiana e cineasta Larissa Fulana de Tal.

A animação, que traz para as telas a mitologia iorubá, apresenta o personagem do vovô Bira, que narra para a neta Luna como os deuses africanos Olodumaré, Orunmilá, Oduduwa, Oxalá, Nanã e Exú interagem para criar a Terra e os seres humanos. Já o curta-metragem “Cinzas”, lançado em 2012, conta a história de um jovem negro de Salvador que vê as 24 horas de um dia insuficientes para cumprir todas as obrigações de quem mora na periferia e precisa trabalhar, pagar a faculdade e cuidar da casa.

Além da exibição dois filmes, a sessão vai contar ainda com a presença das diretoras Jamile Coelho e Cintia Maria, de “ÒRUN ÀIYÉ”, que também vão ministrar uma oficina de stop-motion para as jovens cineclubistas que fazem parte do Ponto de Cultura Grãos de Luz e Griô. A técnica de animação consiste em “emendar” uma série de fotografias para dar movimento aos objetos e personagens. São cerca de 24 frames por segundo.

Desde fevereiro deste ano, a população de Lençóis e os turistas que visitam a região têm a oportunidade de conhecer obras de cineastas consagrados do cinema baiano, como Glauber Rocha e Roberto Pires, e também dos novos diretores que fazem parte do cinema contemporâneo da Bahia.

O cineclube é uma realização da Cinepoètyka e Grãos de Luz e Griô, através do Edital Setorial de Audiovisual 2016, com apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundo de Cultura e Secretaria de Cultura da Bahia. A iniciativa tem ainda o apoio da Diretoria de Audiovisual do Estado da Bahia (DIMAS).

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

91331642